ENHANCING QUALITY IN ECEC THROUGH PARTICIPATION

NOTAS DE ORIENTAÇÃO

ORIENTAÇÕES DE UTILIZAÇÃO

Descrição dos conteúdos da ferramenta
O presente documento apresenta uma descrição dos principais conteúdos da Toolbox – Áreas de Foco e Fichas de Participação – e oferece sugestões sobre a sua leitura e interpretação.

Origem, significado e características das quatro Áreas de Foco
As Áreas de Foco são áreas temáticas e conceptuais que, em conjunto, constituem uma articulação específica do conceito de participação. Individualmente, cada área incide sobre um aspeto específico do conceito de participação e está, por esse motivo, intrinsecamente ligada às restantes, havendo coerência entre as quatro e, ocasionalmente, alguma sobreposição.
As quatro Áreas de Foco foram desenvolvidas no âmbito do projeto EQUAP, com o objetivo de proporcionar uma representação, tão fiel quanto possível, do fenómeno de participação nos serviços de educação de infância.
A articulação específica do conceito em quatro Áreas de Foco não pretende ser válida em termos absolutos. Não obstante, é sob esta articulação específica do conceito de participação que o projeto EQUAP foi concebido e foram exatamente estas as Áreas de Foco que guiaram o trabalho (observação e experimentação) de educadores e professores no decorrer do processo de job shadowing, que se encontra ilustrado no documento de introdução á Toolbox.
A articulação do conceito de participação em quatro Áreas de Foco foi identificada, circunscrita, negociada e partilhada entre os parceiros participantes no projeto, que co-construíram a Toolbox apresentada na imagem que se segue:

O conceito de participação encontra-se dividido em duas dimensões:

  1. participação familiar (nas atividades dos serviços educativos)
  2. participação comunitária (nas atividades dos serviços educativos).

A dimensão de participação familiar está, por sua vez, articulada/dividida por 3 Áreas de Foco), indicadas através de título e subtítulo:

  • Aprender acerca da famíliaConhecimento e apreciação das famílias e comunidades
  • ComunicaçãoSensível, respeitosa e recíproca com as famílias
  • Parceria e partilha do poder de decisãoPartilhar responsabilidade sobre tomadas de decisão

A dimensão de participação comunitária está articulada/dividida por 2 Áreas de Foco

  • Aprender acerca da famíliaConhecimento e apreciação das famílias e comunidades
  • Parcerias de cooperação e colaboração com a comunidadePartilhar responsabilidades educativas com a comunidade

A Área de Foco 1 – Aprender acerca da família – é comum às duas dimensões (participação familiar e participação comunitária).
Cada Área de Foco, subdivide-se ainda em Indicadores.

Estes indicadores foram concebidos como atividades concretas realizadas pelos grupos de trabalho. Como tal, são considerados exemplos práticos do conceito que dá nome a cada Área de Foco e que se encontra indicado por título e subtítulo.
Cada ficha inclui ainda uma breve descrição da Área de Foco a que se refere e uma curta bibliografia sobre o tópico,
Para finalizar, cada ficha, lista também alguns exemplos de práticas de participação relacionadas com a Área de Foco em questão (incluindo as práticas que foram testadas no âmbito do projeto EQUAP).
As práticas encontram-se listadas em tabelas, em que “origem” significa o local onde a prática foi observada e aprendida, e “testada por” se refere ao local onde a mesma foi adaptada.

PRÁTICAS

As fichas relativas às Práticas dividem-se em três partes:

  1. Capa (primeira página) que apresenta uma panorâmica da prática, incluindo: a instituição em que a prática foi observada e aquela em que foi testada, a Área de Foco, uma estimativa do tempo de implementação, e o(s) grupo(s) alvo.
  2. Descrição da prática, que inclui: um diagrama das várias fases do processo de implementação e uma listagem em texto dos sete aspetos-chave da prática.
  3. Potencial de desenvolvimento (última página): dois conjuntos de questões que têm por objetivo promover a reflexão, entre profissionais da área de educação e cuidado na primeira infância, sobre a melhoria da prática e da instituição.

COMPONENTES DA DESCRIÇÃO DAS PRÁTICAS

Parceiros